Início » Blog » Dia da Mulher Indígena: mulheres profissionais da Enfermagem indígenas alinham saberes

Dia da Mulher Indígena: mulheres profissionais da Enfermagem indígenas alinham saberes

Neste último domingo, dia 5 de setembro, foi celebrado o Dia Internacional da Mulher Indígena, evocando séculos de resistência coletiva destas mulheres contra a violência estrutural e pela garantia da sobrevivência. A escolha da data é uma homenagem a Bartolina Sisa, guerreira quéchua esquartejada durante a rebelião anticolonial de Túpaj Katari, no Alto Peru.

Integrar ciência com o conhecimento tradicional, respeitando os fatores externos que influenciam a transformação, bem como os fatores internos que mantém a tradição. Para a enfermeira Hamyla Trindade, indígena do povo Baré que habita o noroeste do Amazonas, trabalhar diretamente com os povos originários é uma oportunidade de enxergar mais claramente suas necessidades, agregando habilidades que assegurem uma assistência de qualidade centrada no pensamento coletivo e na defesa da vida, buscando também combater a disparidade de gênero.

A enfermeira, que integra a Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural do Cofen (CONENFSI), destaca que a existência indígena, por si só, já é desafiadora, mas quando se também é mulher, o desafio é ainda maior. “A luta é diária, porém não há temor que nos faça recuar. A mulher indígena vai além do gênero e incorpora a luta mundial do ser mulher”, enfatiza.

Siga o Blog no Instagram com um simples clique: @blosaudecoletiva

Fonte: Cofen.

Fonte: www.blogsaudecoletiva.com.br/blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *